Projeto de Educação Inclusiva de Egressa FIP é aprovado pelo Projeto Criança Esperança

A egressa FIP do Curso de Licenciatura em Pedagogia, Cecília Rodrigues Diniz, apresenta-se atualmente como professora das FIP, nas disciplinas: Libras, Práticas das Artes Visuais na Educação Infantil e Políticas de Educação Inclusiva. Além disso, é coordenadora da educação inclusiva do município de Maturéia-PB, especificamente do AEE (Atendimento Educacional Especializado), orientando os professores que possuem alunos com deficiência dentro do ensino regular ou aos professores do AEE.

Por trabalhar em uma escola municipal que atende alunos com deficiências, a pedagoga orienta em sala de aula professores de ensino regular,através de diferentes metodologias de trabalhos e projetos distintos, como por exemplo, danças, peças de teatros encenados pelos próprios alunos, dentre outros, abordando temas distintos, dentre as diversas datas comemorativas.

Utilizando a metodologia desenvolvida sistematicamente pelo AEE, foi criado o projeto de educação inclusiva, “Olhar, Pegar, Sentir, Sorrir”, cujo objetivo é realizar um trabalho de inclusão social, expandindo e socializando o trabalho com alunos com deficiência. Neste contexto, a escola Municipal José Ramalho Xavier, no município de Maturéia –PB, se tornou referência nesta modalidade, atendendo diretamente aos alunos com deficiência na sala de recurso multifuncional do AEE, bem como também desenvolvendo um trabalho de conscientização e orientação aos profissionais e pais, demonstrando a capacidade dos alunos se socializarem em ambiente externo. Os profissionais de apoio/cuidador também auxiliam dentro do ensino regular, inserindo os alunos no contexto educacional e social.

A relevância do AEE, evidenciada pelo destaque da escola municipal José Ramalho Xavier, resultou na seleção e aprovação deste projeto de educação inclusiva pelo projeto Criança Esperança (outubro/2013), um projeto da rede globo em parceria com a UNESCO – Órgão das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura. O projeto Criança Esperança apoia o trabalho desenvolvido pelo AEE no município de Maturéia, através de recursos financeiros destinados ao Projeto de educação inclusiva, para a utilização de trabalhos em oficinas com alunos com deficiência. Para a pedagoga Cecilia Rodrigues, esta oportunidade apresenta-se de extrema importância por destacar o valor que os nossos alunos possuem, bem como também conscientizar as pessoas em geral, que apesar das limitações, estes alunos com deficiência são capazes de realizar tarefas, as quais poderão promover o seu crescimento pessoal, bem como também profissional.

Para a construção deste Projeto de Educação inclusiva foi realizada uma importante parceria com a Associação Serrana de Desenvolvimento do município de Teixeira. Além disso, se faz necessário enfatizar também as participações relevantes da professora do AEE, Marta Kerly Almeida e do presidente do sindicato dos trabalhadores Emanuel Heliomar Medeiros, bem como também do apoio do gestor municipal (cidade – Maturéia).

Outras Informações

Localização

Rua: Horácio Nóbrega, S/N – Bairro Belo Horizonte – Patos/ PB – Telef. (83) 3421-7300.
Email: proaeg@fiponline.com.br

PROAEGFIP - Programa de Acompanhamento de Egressos - Brasil : © 2013 - Todos os direitos reservados